domingo, 29 de março de 2009

Eu cantei esta pedra.

Depois do sucesso de Sthefany no GUGU, olha que eu anunciei a dias a atrás que a menina despontaria. Tá aí ela já chegou a tv. E como o povo gosta vai afzer sucesso. Para terminar o domingo uma musiquinha para relaxar após estudar uma semana para a prova.

Cara de paisagem

Há muito tempo não fazia este programinha que aprendi a gostar muito, ir a feira e comprar flores para minha casa. Hoje, ao contrário do que parace, não tive o dia livre para compras, tenho de estudar esterioquímica, e aguardo anciosamente a chegada de minha amiga Andrea para que a gira seja aberta. Estou igual a esta namoradeira que fica em meu banheiro, só que sem as flores na cabeça. Com a mesma cara de paisagem quando penso que a dona da Daslu já esta em liberdade. O Brasil realmente é um país de merda né, Eliana Tranchesi, que fora condenada a 94 anos de prisão por sonegação já esta na rua. A trambiqueira chic, toda trabalhada em marcas caras, que ela própria vende, sem pagar imposto de importação, já pode ser vista gastando seu rico dinheirinho, roubado. E ainda deve existir gente que acha isso bonito e pior, consegue se divertir.
Realmente os valores estão totalmente invertidos, o ladrão de galinha vai para a prisão e a poderosa empresária que sonegou milhões aos cofres públicos já está bem fina e rodeada de amigos na rua.
Acho que perdemos o trem em alguma estação.
ISSO É UMA VERGONHA.

Terrinha


Todo mundo tá careca de saber que sou de Ribeirão Vermelho, mas nem eu conhecia o hino da terrinha. Dá uma olhada no bucolismo da cidade. É ai que quero morrer.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Será crise dos 30


É... ainda faltam 2 meses para o happy birthday, mas a cabeça não pára! Ao menos a minha crise nada tem a ver com rugas, celulites, estrias e afins, e nem mesmo com o trabalho!

Que apesar das agruras de um doutorando é capaz de me realizar! Mas a vida, a vida em si, as almas que nos rodeiam... a forma de tratá-las, a forma com que volta esse tratamento...tudo isso me faz pirar! E o resultado? Provavelmente uma mudança de postura! E com certeza, eu não vou virar corcunda!!!
E para provar que meu medo não é de ficar feio, sozinho ou coisa e tal, da uma reparada no rapaz de preto. Pois é sou eu. Os 30 estão me fazendo bem, tenho de concordar.

terça-feira, 24 de março de 2009

EITA FERRO

E uns dizem que o país tem passado por um bom momento, frente à crise mundial. Olha a indignação da elite pensante. Vamos combinar, há de se confir que o sujeito não tá de todo errado não.
Desabafo de Luiz Nassif Sergio Mussi
Elite privilegiada
Muitos se dizem aviltados com a corrupção e a baixeza de nossos políticos. Eu não, eles são apenas o espelho do povo brasileiro: um povo preguiçoso, malandro, e que idolatra os safados. É o povo brasileiro que me avilta ! Não é difícil entender porque os eleitores brasileiros aceitam o LULA e a quadrilha do PT como seus líderes. A maioria das pessoas deste país faria as mesmas coisas que os larápios oficiais: mentiriam, roubariam, corromperiam e até matariam.Tudo pela sua conveniência. Com muitas exceções, os brasileiros se dividem em 2 grupos :
1) Os que roubam e se beneficiam do dinheiro público, e
2) Os que só estão esperando uma oportunidade de entrar para o grupo
1. Por que será que o brasileiro preza mais o Bolsa Família que a moralidade?
Fácil : Com a esmola mensal do bolsa família não é preciso trabalhar, basta receber o dinheiro e viver às custas de quem trabalha e paga impostos.
Por que será que o brasileiro é contra a privatização das estatais?
Fácil: Em empresa privada é preciso trabalhar, ser eficiente e produtivo; senão perde o emprego.. Nas estatais é eficiência zero, comprometimento zero e todos a receber o salário garantido, pago com o imposto dos mesmos idiotas contribuintes. Para mim chega! Passei minha vida inteira trabalhando, lutando e tentando ajudar os outros. Resultado : Hoje sou chamado de 'Elite Privilegiada' . Hoje a moda é ser traficante, lobista, assaltante e excluído social.. Por isso, tomei a decisão de deixar de ser inocente útil, e de me preocupar com este povo que não merece nada melhor do que tem. Daqui pra frente, mudarei minha postura de cidadão. Vou me defender e defender os direitos e interesses da nossa 'Elite Privilegiada'
1) Ao contrário dos últimos 20 anos, não farei mais doações para creches, asilos e hospitais. Que eles consigam os donativos com seu Querido 'governo voltado para o Social'.
2) Não contribuirei mais com as famosas listinhas de fim de ano para cesta de natal, de porteiros manobristas, faxineiros e outros (O ABILIO TINHA RAZÃO). Eles já recebem a minha parte pelo Bolsa-Família.
3) Não comprarei mais CDs e não assistirei a filmes e peças de teatro dos artistas que aderiram ao Lulismo (lembra, tem que por a mão na merda!). Eles que consigam sua renda com as classes c e d, já que a classe media que os sustentou até hoje não merece consideração.
4) Não terei mais empregados oriundos do norte-nordeste (curral eleitoral petista). Por que eles não utilizam um dos 'milhões de empregos gerados por este governo'?
5) Depois de 25 anos pagando impostos , entrarei no seleto grupo de sonegadores. Usarei todos os artifícios possíveis para fugir da tributação, especialmente dos impostos federais (IR). Assim, este governo usará menos do meu dinheiro para financiar o MST, a Venezuela, a Bolívia e as 'ONG´s fajutas dos amigos do Lula'.
6) Está abolida toda e qualquer 'gorjeta' ou 'caixinha' para carregadores, empacotadores, frentistas, e outros 'excluídos sociais'. Como a vida deles melhorou MUITO com este governo de esquerda', não precisam mais de esmolas.
7) Não comprarei mais produtos e serviços de empresários que aderiram ao Lulismo. É só consultar a lista da reunião de apoio ao Lula, realizada em Setembro/06. Como a economia está 'uma beleza', eles não estão precisando de clientes da 'Elite Privilegiada' ..
8) As revistas, jornais e tv´s que defenderam os corruptos em troca de contratos oficiais estão eliminadas da minha vida (Isto É, Carta Capital, Globo, etc). A imprensa adesista é um 'câncer a ser combatido'. As tv´s que demitiram jornalistas que incomodaram o governo (lembra da Record com o Boris Casoy?) já deixaram de ser assistidas em casa.
9) Só trabalho com serviços públicos privatizados.. Como a 'Elite Privilegiada' defende a Privatização, usarei DHL ao invés dos Correios, não terei contas na CEF, B.Brasil e outros Órgãos Públicos Corruptos.
10) Estou avisando meus filhos : Namorados petistas serão convidados a não entrar em minha casa. E dinheiro da mesada que eu pago não financia balada e nem restaurante com petista. Sem Negociação.
11) Não viajo mais para o Nordeste. Se tiver dinheiro, vou para o exterior, senão tiver vou para o Guarujá. O Brasil que eu vivo é o da 'Elite Privilegiada' , não vou dar PIB para inimigo.
12) Não vou esquecer toda a sujeira que foi feita para a reeleição do 'Sapo Barbudo', nem os nomes dos seus autores. Os boatos maldosos da privatização ( Jacques Wagner, Tarso Genro, Ciro Gomes), a divisão do Brasil entre ricos e pobres ( Lula, José Dirceu), a Justiça comprada no STF (Nelson Jobin), a vergonha da Polícia Federal acobertando o PT (Tomás Bastos), a virulenta adesão do PMDB (Sarney, Calheiros, Quércia), a superexposição na mídia do Lula ( Globo) .. Sugiro que vocês comecem a defender sua ideologia e seu estilo de vida, senão, logo logo, teremos nosso patrimônio confiscado pela 'Ditadura do Proletariado' Estou de luto ! O meu país morreu ! - EU DESISTI DO BRASIL !!! Luiz Nassif

Passa régua



Acabei mais um, e vou resumi-lo em uma palavra: PAJUBÁ. Sem mais para o momento, vou me lavar para deitar.

sábado, 21 de março de 2009

Saudade.

Adoro ler perfil no orkut, amo ver como as pessoas se descrevem. Algumas, se vendem como princípes e princesas, outras colocam uma letra musical do momento e em alguns conhecidos já até consegui ver como a pessoa se descreve bem. Mas enfim, estava eu aqui agora a passar um scrap para minha irmã e fui ler novamente seu perfil. Confesso sim que devia saber de cor o perfil da minhã irmã que tanto amo, mas tinha esquecido o fato é esse.
Admiro muito minhã irmã e uma das qualidades que mais admiro nela é a simplicidade, em tudo. Então achei o perfil dela simplismente a cara dela, concordância feia né, mas é isso mesmo. Então, roubei e vou postar.
Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos.Já não tenho tempo para conversas intermináveis para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: 'As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus. Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo."O essencial faz a vida valer a pena. E pra mim, basta o essencial!"

Filho de Santo.


Eu tenho um amigo da macumba. Você tem?

Pois é, ha poucos dias atrás estava em casa de conversinha com meus amigos no msn, quando meu amigo de infância Rodrigo me enviou um convite de cam. Achei aquilo estranho. Partindo dele, ainda, fiquei mais surpreso. E então, me surge ele raspado e de Kelé, ele sempre dizia que entregaria a cabeça ao santo quando criasse juízo, a cabeça foi, o juízo ainda não aparceu, mas já dá sinal.

Tirando as besteiras acima, acho bem correto que todos tenham uma crença religiosa, seja ela qual for, respeito e admiro todas. Acho super importante nos tempos atuais, onde o conhecimento está distribuído, ainda que não de forma uniforme, sobre todas as camadas da sociedade, que as pessoas expressem suas opiniões, que sejam compromissadas com seus ideais. Então aqui fica meu registro sobre uma pessoa de opinião, que você seja muito feliz amigo.

OPS























Água de morro a baixo, fogo de morro a cima e mulher quando quer dá ninguém segura.





quarta-feira, 18 de março de 2009

Passa Régua

Depois de Moko no Brasil chegou a hora de "Um Dia Fui Pássaro" de Geraldo Casé. Para quem não sabe ele foi o primeiro a adaptar o Sítio do Pica-Pau Amrelo ( e agora com o novo acordo ortográfico pica-pau e junto ou separado, rs) para televisão. O homem que criou o Sítio não poderia escrver um livro nada mais, nada menos que incrível, belos poemas e lindos testos. Só para deixar quem passar por aqui com vontade de ler vou colocar um pedaçinho do testo que mais gostei.

O MESMO E O ANTIGO
(Cidade Maravilhosa)
Sabe, irmão, o que eu quero mesmo?
São estas coisas simples e comuns.
Um passeio de bonde em Santa Teresa
Um deitar no gramado orvalhado da manhã.
Um passeio de braco numa estância hidromineral.
Eu quero coisas como cama de lencol bem passado
Esticado, branco, cheirano a capim-cheiroso
Onde se reclina a mulher amada recém molhada
De uma chuveirada, mal enxugada.
Quero meu cabelo bem lavado com perfume
De sabonete Phebo e no corpo colônia de Alfazema.
Quero estas coisas como almoço de domingo
Com uma bela de uma galinha ao molho pardo,
Cerveja gelada, pai, mãe, avó e parentes em volta
Como sempre existiu antigamente.
Quero o mais simples do simples conversar
No banco de Jardim da praça do Lido
Quero, meu irmão, sentir o cheiro da chuva,
Terra encharcada, capim meloso, bosta de vaca.
Quero ouvir curiós e azulões numa gailola do vizinho.
Quero ouvir o ruído da caminhonete "vaca-leiteira"
Com buzina roufenha anunciando leite purinho.
Das coisas mais simples quero o paladar..........

terça-feira, 17 de março de 2009

Paletó de Madeira

Pois é Clodovil abotuou o paletó de madeira. Apesar de maluco ele era inteligente, não tinha medo de falar, as vezes falava besteira, mais falava. Olha o que ele conseguiu em seu primeiro discurso em Brasília. Vai fazer falta.">

sábado, 14 de março de 2009

Sábado à noite..

Decidi ficar em casa hoje, quando mil coisinhas acontecem neste momento. Na Vila da Penha, meu amigo two já está de luk pronto, ou retocando alguma coisa para comemorar seu aniversário em um Club. Two é uma fofoca só.Todos adoram..
Em ipanema, já tem gelo batendo no copo. O papinho deve estar dos melhores. Depois uma noite com muita modernidade, vários moderrrnos tocando deve ser bem engraçado. E lá sou vip nem pago para ir.
No msn minha amiga de trabalho chora as mágoas do tempo que passa dentro de onibus para ir trabalhar, isto porque tem carteira, tem carro e tem medo de dirigir. E marcelo já ligou pergunatndo por uma blusa branca de minhoquinha. E gelo derretendo no copo e Renato conversando com .....
E eu aqui, sem saber o que fazer, metade de mim me diz para ficar em casa. E o triball faz fundo musical. E a outra metade acha injusto eu ficar em casa nesta idade. To tipo veio sem saber o que fazer......
Ps. Entrou a Lú minha amiga aposto que vamos falar de escola, a esta hora.
"

sexta-feira, 13 de março de 2009

quinta-feira, 12 de março de 2009

Passa a régua


Dando continuidade ao meu surto de leitura terminei agorinha o livro de meu "amigo" Alberto Renault. O Livro que tem como pano de fundo Ipanema e seus personagens são modernos. Isto quer dizer: drogas, sexo, incesto uma locurama, mas é legal. A história gira em torno de duas amigas quem vem passar férias no Brasil, uma na esperança de encontar uma antiga pegação, e a outra de conhecer a moda praia. Saindo de lugares distintos, Japão e Londres, uma chega antes da outra e se envolve com um x-modelo, drogado e michê, que por acaso era a pegação que sua amiga desejava rever. Ai começam as sessões de sexo, drogas e alcolismo. A história pega fogo mesmo quando o irmão de Moko à japa chega no Brasil, um relacionamento a 4 com direito a incesto faz os personagens as pessoas mais felizes do mundo. A única coisa que não gostei é que a maioria dos personagens não tem nome. Também vale falar que se aprende muito sobre o mundo da moda e das artes, coisas como marcas e nomes importantes deste universo. Fica a dica.

terça-feira, 10 de março de 2009

Super Via

Hoje fui dar uma voltinha em Campo Grande. Há um tempo atrás, e quando digo esta expressão, não era quando as mulheres usavam mulinhas e só se falava em Machado de Assis, pensariam que estava indo para o MS. Fui a Campo Grande, zona oeste do Rio. Para esta tarefa, peguei um trem, direto para Santa Cruz, com paradas em 1 milhão de estações, isto porque era direto.
A viagem é uma loucura, as emoções começam na chegada do trem a plataforma de embarque, tinha freira correndo para pegar o trem com uma sacolinha do mundial debaixo do braço. Depois que a confusão passou, procurei um lugar e sentei, o trem que peguei era novo e o ar bombava. Abri meu livro, que depois faço um post sobre ele, e começei a ler. O trem partiu e o comércio começou, vende-se de tudo dentro do trem, bala, água, refrigerante, ralo de pia e de queijo, caneta, lápis e mais de um tudo.
Era impossível se concentar no livro, o paradoxo livro realidade era grotesco. Na minha frente existia um mundo muito divertido, as pessoas não tem qualquer comprometimento com nada na super via, e são pessoas do bem, mas que moram longe. Ao mesmo tempo que compram, uma água pedem um prestígio, lendo uma apostila que um senhor que chupou bombinha, vende por $4,99, alegando ser lançamento, enfim, tirando o tempo de viagem, 1 hora e 20 minutos, tudo correu bem. Fora que o barulhinho do trem me lembra infância, andava muito de trem. Questões locais resolvidas, plataforma; trem de volta; só que agora parador, ai sim, precebi a diferença. Mas a cena que mais me marcou, era um irmão, que se encontrava no vagão ao lado, que pregava, literalmente, cheguei a pensar que era um vagão evangélico, pois havia participação do público. Isto mesmo, 1:35 minutos ele falando, pessoas aplaudindo e cantando, e eu lendo, e de vez enquanto espiando. Cantaram tanto uma música que acabei decorando o refrão, a letra e bem bonitinha olha ai se vc curte.

Enfim, apesar do cansaço, que nem malhei, foi bem divertido, dar uma voltinha de trem. Agora é só esperar.

segunda-feira, 9 de março de 2009

O que a poderoza não mostrou

Que a transmissão do carnaval exibida pela rede globo não é das melhores, todos do mundo do samba estão carecas de saber. Sorte, que tenho um bom amigo que se encarregou de fazer um filminho de sua câmera digital. Sou o último lá em cima, pulando igual macaco, ou seria sambando igual um passista.

video

domingo, 8 de março de 2009

Uma Leiturinha





Há tempos me deparava com este livro no banheiro de minha casa, pois é parece estranho mais ele ficava sobre um console no banheiro. Meu inquilino, Pedro, havia recebido de uma prima e durante seus momentos de reflexão diária dava umas folheadas. Pois bem, esta semana coloquei-o debaixo do braço e ai não deu outra, não consegui parar de ler, terminei agora, e ai resolvi escrever estas besteirinhas.



O hábito de não ler nada fora da minha área estava me deixando um pouco limitado, sei que muitos não me indicariam este livro para uma retomada, mas é o que tinha em minhas mãos no momento, confesso que não me arrependi nada, o livro é ótimo. Além de uma leitura muito prazerosa, traz boas reflexões sobre os acontecimentos rotineiros de nossas vidas os quais naturalmente nos colocamos a perguntar: O que a vida quer me dizer com isso?



Realmente nada acontece por acaso, tenho formação católica, já cantei em coral de igreja, já fui coroinha, carreguei muito andor em procissão de semana santa, mas infelizmente a igreja católica hoje não supre todos os meus questionamentos sobre a vida. Não consigo mais aceitar suas verdades absolutas sem nenhum tipo de questionamento, mas continuo 50% católico, 50% do resto de algumas outras crenças. Enfim, fica ai a dica do livro, a história é bem envolvente e prazerosa, para eu ler em uma semana, somente nos momentos livres, dentro do metro e do ônibus com um calor de 40graus que fez esta semana, pode-se concluir que no mínimo a leitura é bem agradável.



Outro momentinho, hoje é dia internacional da mulher, até tentei fazer um filminho no movie maker com algumas fotos de mulheres que me rodeiam que eu admiro muito, mas a porra travou e perdi tudo, como sempre 10X 0 para o programa, fica para o próximo ano. Mas desde já, fica aqui meus parabéns a todas as mulheres que mudam o rumo da sociedade, cada uma em sua esfera em seu mundo.



Mãe, Vó, Déia já tô com saudade.

domingo, 1 de março de 2009

Agora Vai


Pois é o ano começou definitivamente. No Rio de Janeiro, as coisas só começam a funcionar definitivamamente depois desta data tão esperada pelos cariocas. Minha escola não venceu, mas o Salgueiro surpreendeu. Me fez lembrar os anos dourados da Mocidade Independende de Padre Miguel, que aliás vem brincando na zona de rebaixamento.
Mas tudo isso só para parabenizar Renato Lage, eu como apaixonado pelo mundo do samba, fiquei bem impressionado com a beleza do seu trabalho.
Pulando esta parte, tive um carnaval bem tranquilo, nada de jogação pesada. Minha irmã e o namorado passaram 2 dias aqui, muita praia, amigos, e amigos de amigos, dois hóspedes super queridos,tudo de bom.
Na Quarta fui para Penedo, onde dormi com minha irmã para o destino final: Lavras. Há algum tempinho não dava as caras por lá, a barra não está para festa, mais o casamento do meu primo foi excelente. Rogéria, o mais novo membro da famílha é uma moça incrível, feliz, de bem com a vida, situada, meu primo jamais arrumaria coisa melhor.
E por falar em primo, é muito estranho ver o nosso primeiro primo casar, me passavam na cabeça como um filme, cenas de nossa infância e adolescêcia.
Vivêmos estas fases como irmãos de final de semana. Na adolescêcia, me recordo, como nos sentiamos importantes quando meu tio por algum motivo nos passava a tarefa de tomar conta da ordenha da tarde na fazenda. Um fazia o percurso da ida dirigindo e o outro o da volta. Nos sentiamos importantes por ter uma responsabilidade que orgulhava muito nossas famílhas , e provocava uma certa inveja de nossos amigos. Tinhamos, por épocas, a responsabilidade de tomar conta do maior produtor de leite da cidade. Enfim, uma época incrível de minha vida. E ele ali casando, na minha frente. Muito estranho o fato de estar ficando velho.
É foi muito bom ver a vida seguindo seu curso. A sensação de sertir-se querido, responsável e amado por todos, apesar da distância, só renova as forças.
Tios,força na peruca;
Deia, me abri pelo olhar,
Paulinho, muito bom te conhecer melhor,
Jak, você é nossa representante mais fina;
Vanessa e Danilo, sempre boas companias;
Vó, força máxima;
Pai e Mãe, AMO MUITO,
Tiago, desta vez não vi;
Dalson e Rogésria, toda felicidade do mundo.
ps: em breve vídeo da avenida direto do camarote da Brahma.